REQUENTADOS: Notorious (2016)


(Foto: NBC/Divulgação)

Notorious, série produzida em 2016, tem por enredo principal o relacionamento simbiótico entre a grande produtora de televisão, Julia George (Piper Perabo) e o encantador advogado de defesa, Jake Gregorian (Daniel Sunjata). Unidos eles conseguem poder suficiente para manipular a mídia e o judiciário em benefício próprio, enquanto tentam controlar um ao outro também.

A série é baseada na história real do advogado criminal de defesa, Mark Geragos e a produtora de canal de notícias, Wendy Walker, que funcionaram como produtores executivos da série e afirmaram que, juntos, sua aliança profissional influenciou alguns dos momentos mais humilhantes da história recente estadunidense.

Gregorian busca sempre ter clientes que estão sendo notados na mídia e quando isso não acontece, com a ajuda de Julia, ele põe os desconhecidos na mira dos holofotes. Porém, quando os clientes já são notados pela mídia, sua aliança com a produtora de TV faz com que esta consiga entrevistas exclusivas e notícias em primeira mão para seu telejornal. De qualquer forma, juntos os dois conseguem colocar exatamente o que querem como manchete no país inteiro.

A relação de Julia e Jake é baseada em fazer tudo para alcançar seus objetivos, passando por cima de qualquer coisa. Além de profissionais aliados, os dois também são grandes amigos e possuem uma única regra para esse jogo de manipulação: nunca mentir um para o outro. Enquanto tudo que fizerem valer a pena no final, a relação dos dois continua em primeiro lugar sempre. Juntos, os dois vão construindo histórias com vilões e heróis, mudando os holofotes sempre que necessário para os alvos escolhidos, transformando mito em realidade e interferindo assim na opinião pública, pondo-a ao lado deles quando bem entendem.

A série contém um enredo criminal que dura por sete, dos seus dez, episódios e outro que dura nos três últimos. Enquanto isso, intercalado a esses enredos principais, outras histórias se desenvolvem sob as buscas e influências de Julia e Jake. Essas outras acabam se tornando rasas pelo curto tempo de tela em um episódio dedicado a desvendar os mistérios do crime e ainda nos mostrar as coisas acontecendo nos bastidores do jornal a fim de manipular a opinião pública naquele caso, enquanto as outras duas histórias "principais" se desenvolvem por mais tempo e nos envolvem mais. Sem levar em consideração que ainda deve sobrar tempo para desenvolver as histórias dos outros personagens, como os romances, o passado e as ambições profissionais dos protagonistas.

A história é boa e funciona bem na construção da série no geral, mas, no final das contas só vemos a exibição de um jornalismo puramente sensacionalista com uma produtora que passaria por cima de qualquer pessoa, menos do aliado, Jake, para conseguir picos de audiência e manter seu canal de notícias bem-sucedido.

Sem contar com a season finale, onde tudo parece estar se desenvolvendo bem, mas aí as coisas começam a fugir um pouco da nossa realidade e a se resolverem rápido demais, finalizando assim como algo que a gente olha e diz: nossa, sério que foi tudo isso para acabar assim? tão fácil? Não estou dizendo que a série acaba sendo ruim, pelo contrário, eu fiquei completamente fissurada no jogo de poder e manipulação dos bastidores midiáticos, mas porque isso é interessante para mim.

Pontos positivos: a lealdade entre Julia e Jake, acima de tudo; a personalidade de Julia em passar por cima do seu chefe ou até mesmo de Jake, de certa forma, em prol do que é correto, mesmo que no final das contas ela faça isso pensando também nos resultados para o seu programa; o lado investigativo da série que nos prende com muita facilidade, apontando novos suspeitos toda hora; todos os personagens coadjuvantes serem importantes em algum, ou alguns, momentos da série, não mantendo assim o foco somente em Julia e Jake; o relacionamento de Julia e Max e também dos dois irmãos, Bradley e Jake Gregorian.

Pontos negativos:
insistir muito numa história durante boa parte da série e ter que "apressar" as outras no final da temporada; o sensacionalismo exacerbado do LHL, programa sob produção de Julia; o ego do Jake; uns finais de enredos meio fracos; a season finale.

A série foi cancelada pela ABC e possui apenas uma temporada, que não está disponível em nenhum streaming – mas, como diz Adan, é possível encontrar na grande locadora virtual (mais conhecida como o submundo da internet).

Confira o trailer abaixo:



Beatriz de Alcântara
Beatriz de Alcântara

Para saber mais sobre o/a autor/a, acesse a aba "Quem Somos".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilha sua opinião! ♥

Autoria de Clube do Café da Manhã. Tecnologia do Blogger.