Cinco anos do fim: um dossiê completo sobre The Vampire Diaries

(Fotos: Divulgação/The CW)

Há exatos cinco anos, a série The Vampire Diaries, traduzida no Brasil como “Diários de Um Vampiro”, chegava ao fim. A série teve oito temporadas, estreando em maio de 2011, e trouxe no elenco nomes como Nina Dobrev, Ian SomerhalderPaul WesleyKat GrahamJoseph MorganCandice Accola (atualmente King), Zach RoerigMichael TrevinoSteven R. McQueenMatt Davis e outros nomes.

A produção original da CW foi exibida nos primeiros quatro anos pelo Warner Channel e, em seguida, a MTV Brasil conseguiu os direitos de transmissão. Na rede aberta de televisão, a série passou a ser exibida pelo SBT entre dezembro de 2011 e janeiro de 2012, apenas a primeira temporada, e retornou anos depois ao canal, de 23 de junho a 29 de setembro de 2018, com as últimas temporadas passando durante a madrugada, substituindo a exibição de Supernatural.

O enredo da série acompanhava a vida de Elena Gilbert, interpretada por Nina Dobrev, durante os últimos anos do colegial. Família, relacionamento, amizades e todas essas questões são abordadas ao longo da narrativa. A vida da jovem vira de cabeça para baixo depois que seus pais morrem durante um acidente em que ela sobreviveu. Elena foi salva por Stefan Salvatore (Paul Wesley) e logo depois, quando ele surge na cidade, os dois se apaixonam.

O romance dos dois dura com muita paz e calmaria até um dos momentos mais épicos da série, a chegada do “irmão malvado”: Damon Salvatore, papel de Ian Somerhalder. Nem preciso dizer que tenho um favorito entre essa dupla, né? A chegada de Damon marca a busca dos irmãos por Katherine Pierce, também interpretada por Nina Dobrev, que estaria supostamente presa em uma tumba com outros vampiros desde 1864, e a descoberta de que Elena se trata de uma doppelganger, ou melhor, duplicata da Katherine.


(Foto: Divulgação/The CW)

O retorno de Pierce é o enredo da segunda temporada. Polêmica, cruel e manipuladora, a vampira quer os irmãos Salvatore de volta em suas mãos, assim como foi há anos, quando ela os transformou. É também nessa parte do enredo que conhecemos mais integrantes da família Lockwood, que Damon descobre ter um vínculo com antigas descendências de lobisomens de Mystic Falls, a cidade fictícia onde a trama se desenrola.

A terceira temporada tem a aparição de um dos personagens mais queridos pelos fãs da série, Klaus Mikaelson (Joseph Morgan). Ele é membro da família original dos vampiros, trama que ganharia anos depois sua própria produção intitulada de The Originals. Nessa parte da história, Stefan precisa seguir os originais para impedi-los de criar um exército de híbridos, criaturas que são metade vampiro e metade lobisomem. Para isso, o “irmão bom” desliga sua humanidade e, para trazê-lo de volta, Elena e Damon vão atrás dele.

Essa é uma das minhas temporadas preferidas por motivos de: Klaus, os Mikaelson e tem também o início do desenvolvimento do casal Delena. Inclusive, vale ressaltar que a série é marcada pelo embate entre os #TeamStelena e os #TeamDelena, fãs dos casais compostos por Stefan e Elena, e Damon e Elena, respectivamente. Sou 100% Delena shipper há 10 anos e não mudo!

Eu, particularmente, acho a Elena uma protagonista muito sem graça. Por vezes, é difícil de engolir o dramalhão dela, mas o carisma da Nina Dobrev acaba salvando Elena Gilbert por muitas vezes e as coisas melhoram um pouco mais a partir da quarta temporada, quando a protagonista se transforma em vampira.

A transformação acontece em uma cena incrível que faz referência com a primeira cena da série, do acidente da família Gilbert na ponte Wickery, na entrada de Mystic Falls. No momento da história em que Elena se transforma, é também quando os vampiros descobrem uma possível cura para o vampirismo. Essa temporada é uma bagunça, tem trezentos enredos acontecendo ao mesmo tempo: a cura, os caçadores de vampiros e a relação entre Damon e Elena na contramão do relacionamento entre a mocinha e Stefan.


(Foto: Divulgação/The CW)

E aí, na quinta temporada tempos mais duplicatas! Silas, interpretado pelo Paul Wesley, surge durante a busca pela cura. Nesse mesmo ponto da narrativa, Katherine se transformou em humana e Silas quer beber seu sangue. Também surgem Os Viajantes, a bruxa Qetsiyah e Enzo (Michael Malarkey), vampiro que por muito tempo foi parceiro de Damon e quer acertar as contas com o bad boy.

Se é nessa temporada que os Delena stan conseguem a união do casal, é também na mesma que o CASAL SE SEPARA. Sério, difícil defender. As criaturas sobrenaturais descobrem o chamado “Outro Lado”, uma espécie de limbo, e com a destruição dele, Damon e a bruxa Bonnie Bennett (Kat Graham) morrem.

Particularmente, a sexta temporada é a última temporada boa. Na verdade, a quinta é meio fraca em alguns aspectos, mas né…TVD começa a querer incluir coisas demais e algumas se desenvolvem muito bem, enquanto outras são completamente desnecessárias. Damon e Bonnie estão presos em uma realidade alternativa revivendo o mesmo dia todos os dias na companhia de Kai Parker (Chris Wood), um bruxo dos Gemini que tem o poder de absorver magia de outros bruxos e tem o desejo de se vingar do seu clã. Ele é o vilão na próxima temporada.

A sétima temporada nem precisava ter acontecido ou poderia ter sido o fim da série, digo isso enquanto fã e de todo o meu coração. Aqui temos Kai liberto e enfeitiçando a Elena num sono profundo ligado à vida da Bonnie – enquanto uma estiver viva, a outra não acorda. Lily Salvatore, mãe de Damon e Stefan, retorna com uma família de hereges que quer resgatar um grande amor dela. Caroline carrega os filhos de Alaric e Jo, que foi morta por Kai, seu irmão; e temos também flashes de saltos temporais para três anos no futuro.

Essa temporada não tem a participação da Elena, porque a Nina Dobrev decidiu deixar a série depois desses sete anos. As únicas cenas que realmente valem a pena nesse ano da produção é a despedida de todos os amigos e do Damon com a Elena, nem preciso dizer que chorei, né? O momento com o Damon é um dos mais bonitos de toda a série, com uma dança em referência ao debute da Elena, anos antes, quando o bad boy foi seu par.

A temporada final da série traz mais um enredo, como se a série já não tivesse história o suficiente. Damon e Enzo são possuídos por uma espécie de entidade que depois se apresenta como uma sereia chamada Sybil, papel de Nathalie Kelley. Stefan está em uma busca desesperada pelo irmão e Bonnie deseja resgatar seu amado Enzo. E tem umas mil coisas acontecendo, sério! Mas, o mais importante de ressaltar é que a Nina Dobrev topou retornar para os episódios finais da série, trazendo redenção ao fandom com o final de Delena.


(Foto: Divulgação/The CW)

Foi um beijo mixuruca? Sim. Eles nem queriam estar ali? Provavelmente, mas teve Delena endgame e a gente se contenta com essa migalhinha! Sou muito fã do casal, inclusive, Nina e Ian tiveram um relacionamento por cerca de três anos, que até hoje não se sabe exatamente porquê chegou ao fim – os boatos afirmam que o Ian pediu a Nina em casamento por duas vezes e ela recusou, priorizando a carreira, portanto, na segunda negativa, o ator não teria suportado mais.

Ian se casou dois anos depois, em 2015, com a também atriz Nikki Reed, conhecida como Rosalie Cullen da saga Crepúsculo. Os dois têm uma filha, Bodhi Soleil, de 4 anos. Já Nina assumiu seu último relacionamento público em maio de 2020, com Shaun White, snowboarder profissional.

The Vampire Diaries foi a primeira série que acompanhei tendo consciência de que era um seriado e, por isso, existe uma relação afetiva muito grande com a produção. Com o final da sexta temporada, eu me recusei a assistir as demais sem a Nina presente e só retomei a série um ano depois que ela tinha chegado ao fim, assistindo as duas temporadas finais um pouco antes da produção deixar a Netflix, em outubro de 2018.


(Foto: Divulgação/The CW)

O final não condiz com a grandiosidade que a série foi, principalmente na época em que ela passava. Mas, ao menos os fãs puderam ter o elenco original de volta para a despedida. É também no final da temporada que retornam personagens queridos como a Lexi, interpretada pela Arielle Kebbel, conhecida na série por ser a melhor amiga do Stefan – eu shippava Stexi às vezes! O último episódio também tem aparição da Katherine, a vilã mais amada da história de TVD.

Em relação aos casais, TVD é uma série que tem uma alta rotatividade de romances e alguns deles muito admirados pelos fãs. Como dito, temos os romances do trio protagonista: Stelena e Delena. Além disso, a Bonnie se envolve com algumas pessoas, como o Jeremy e o Enzo, desenvolvendo também casais – Bonenzo é o maior casal dessa série e eu não me conformo com a injustiça que ele passa. É uma das piores coisas da última temporada o que fazem com esse casal, juro.

Caroline também forma casais com Tyler, Stefan e o maior de todos: com o Klaus. Klaroline maior e melhor e quem discordar, discorde aí da sua casa. A Elena também tem romance com Matt Donovan no início da série, mas o grande casalzão que o jovem forma é com a vampira original Rebekah Mikaelson (Claire Holt): pode entrar, Mabekah.

Tem outros casais meio mornos, como: Katherine e Elijah Mikaelson (Daniel Gillies) (quem não shippa Steferine nem é gente), Jeremy e Vicki Donovan (Kayla Ewell), Tyler e Vicki, Jeremy e Anna, entre outros. Já outros casais que duraram pouco, mas marcaram bastante, temos: Katherine e Stefan e Alaric e Jenna (meu Deus, como eu sofro!), além de outros já mencionados na listinha ali em cima.


(Foto: Divulgação/The CW)

Vale ressaltar que a fotografia da série tem grandes destaques em vários momentos, mas o melhor da parte técnica da produção é sua trilha sonora, composta por nomes como Florence and The MachineGabrielle AplinThe FrayWithin Temptation e a maior música de todas: I’m Thinking Of You All The While (VCTMS).

Por fim, algumas menções honrosas a personagens da produção: Elizabeth Forbes, interpretada por Marguerite MacIntyre. Eu amo a relação que ela constrói com o Damon e a parceria de mãe e filha dela com a Caroline (Candice Accola) é linda demais. E, a Jenna Sommers, tia da Elena e do Jeremy Gilbert, papel de Sara Canning.

Resumindo o dossiê, minhas temporadas preferidas são a terceira e a quarta, sem dúvidas. Casais preferidos são Delena, Klaroline, Bonenzo, Mabekah e Steferine. Meu personagem preferido é o Damon e a relação de amizade dele com a Bonnie me ganhou demais, ficando empatada em shipper de amigos como Stexi. Das melhores cenas, o “hello, brother”, a dança do baile de debutantes de Damon e Elena, a despedida deles e a frase icônica do Klaus para a Caroline: ele foi seu primeiro amor, mas eu pretendo ser o último. Leve o tempo que for preciso.

Atualmente, The Vampire Diaries está disponível no HBO Max. E aí, bora assistir?
Beatriz de Alcântara
Beatriz de Alcântara

Para saber mais sobre o/a autor/a, acesse a aba "Quem Somos".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilha sua opinião! ♥

Autoria de Clube do Café da Manhã. Tecnologia do Blogger.