Resenha: With Love (2021)

(Imagem: Divulgação/Prime Video)

Lançada no ano passado, With Love chegou pelo Prime Vídeo com uma premissa bem simples: falar sobre a busca e o encontro do amor. O amor pode ser encontrado em vários lugares e das mais variadas formas, em todos os tipos de pessoas, basta estar aberto a isso. Eu simplesmente me encantei quando vi o trailer por vários motivos: o primeiro era o nome da roteirista Gloria Calderón Kellet, que trouxe a nova versão de One Day at a Time para as telinhas e me fez amar a família Alvarez; o segundo era a Emeraude Toubia, que fez a péssima série Shadowhunters, baseada na ótima saga da Cassandra Clare, Os Instrumentos Mortais.

Acontece que as coisas não são como planejadas e, após o lançamento, eu simplesmente posterguei até o dia 03 de junho, quando devido a uma crise de sinusite, me vi zapeando os canais de streaming da minha TV e pensei: nossa, eu poderia assistir essa série agora, não é? E foi isso que eu fiz.

Eu não sabia muito sobre o resto do desenvolvimento da série, a não ser que era focado na vida de dois irmãos latinos, a Lily (Emeraude Toubia) e o Jorge Jr. (Mark Indelicato), tal qual foi minha surpresa que o primeiro episódio se passa no Natal. Quem acompanha o Clubinho, sabe que Bea e eu somos APAIXONADOS por essa data. Inclusive, após assistir o episódio corri para recomendar a série. Simplesmente amei.

Após o fim de seu namoro, Lily precisa enfrentar a família Diaz logo no dia em que todos estão reunidos. Nesse mesmo dia, Jorge vai apresentar seu namorado, primeira vez que isso ocorre, e todos os lados estão extremamente ansiosos. Em meio a isso tudo, alguns pequenos plots são apresentados, como a prima Sol (Isis King), que é uma residente e tem uma relacionamento de flertes com o cirurgião plástico do hospital; o relacionamento de Beatriz (Constance Marie) e Jorge (Benito Martinez), pais dos meninos e que estão tendo problemas no casamento; Nick (Demond Chiam), melhor amigo de Jorge Jr., mulherengo, esconde uma paixão secreta por Lily; e Santiago (Rome Flynn), lindo e gostoso, na noite de Natal ele perde a mãe. Em meio a isso tudo, essas histórias vão se cruzar em algum momento, de algum modo.

With Love apresenta tudo de forma bastante costuradinha, se passando na cidade de Portland, a trama lembra aqueles filmes de Natal, cheios de pequenos acontecimentos que fazem nosso coração ficar quentinho. A cada episódio, uma nova data comemorativa é trazida como pano de fundo, servindo para pincelar os relacionamentos apresentados.

Enquanto Lily tenta superar o seu último namorado, buscando encontrar um amor, o seu irmão tenta conciliar essa nova realidade de um relacionamento saudável sem deixar os anteriores afetarem o atual. Os personagens de With Love são extremamente carismático e você acaba torcendo por todos ali e sem grandes dramas, o que acaba aproximando um pouco mais da vida real. Um dos momentos mais interessantes da série é a dinâmica dos pais dos protagonistas, que em meio a uma crise no casamento, buscam se reconectar. 

Ao todo são cinco episódios com quase uma hora cada. Entre o Natal, Ano Novo, Dia dos Namorados, Dia da Independência e finalizando com o Dia dos Mortos, várias coisas acontecem, desde relacionamentos começando até outros finalizando, mudanças e retornos. Tudo tratado de maneira bem doce, lembrando até uma novela das seis em certos momentos – o que é um grande elogio. A Gloria sabe tratar sobre temas que nos fazem refletir, lembrando até alguns episódios de One Day at a Time, pela leveza. Inclusive, a criadora participa da série como a tia dos protagonistas e os fãs de ODAAT podem ficar felizes que nosso Schneider, o ator Miles Murphy, é o interesse amoroso da Sol. 

A série acumula no Rotten Tomatoes 100% de aprovação crítica, que destaca sua representatividade de forma sutil. Temos uma família latina como protagonista, personagens LGBTQIA+ tendo vidas das mais variadas formas, relacionamentos que não seguem o padrão que sempre vemos, é simplesmente a série que a gente precisa para esquentar nosso peito. É uma carta de amor para a comunidade latina também, que sempre é mostrada de forma tão caricata em suas reproduções. 

Renovada para uma segunda temporada, esse novo ano da série ainda não tem data prevista de estreia. Ela foi indicada ao GLAAD Media Awards de 2022, premiação que reconhece os produtos midiáticos que retratam pessoas LGBTQIA+.


Nota: 10/10

Onde Assistir? Prime Video


Adan Cavalcante
Adan Cavalcante

Para saber mais sobre o/a autor/a, acesse a aba "Quem Somos".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilha sua opinião! ♥

Autoria de Clube do Café da Manhã. Tecnologia do Blogger.