Colunas

Coluna: Aterrorizadan đŸ‘»

Autor:  Adan Cavalcante.

Tema: cinema de terrror/horror e seus subgĂȘneros.

FrequĂȘncia e dia: quinzenal, Ă s sextas.

Sobre: sou apaixonado por cinema em geral, mas sou interessado de um modo manĂ­aco em cinema de horror. Filmes de slasher dos anos 80/90 sĂŁo um comfort a parte que me deixam entusiasmado de uma forma maravilhosa. Sou capaz de passar horas conversando e debatendo sobre isso. Cinema de terror vai alĂ©m de tripas e sangue e eu espero mostrar isso pra todos vocĂȘs. Me acompanhem por aqui e vamos nos assustar juntos.  

Contato: adan@blogdoclubinho.com


Coluna: Desculpe o transtorno ✨

Autora: Beatriz de AlcĂąntara.

Tema: aleatoriedades (entre discos, filmes, séries e livros) que me emocionam, de alguma maneira.

FrequĂȘncia e dia: semanal, Ă s terças.

Sobre: a ideia é que este seja um espaço para falar sobre tudo que me toca, emociona ou incomoda, de alguma forma, nas coisas que leio, assisto e ouço. Eu, a chorona do Clubinho, encontro nas palavras escritas um caminho para que as emoçÔes que não consigo expressar em falas ganhem o mundo e assim eu possa expor as insanidades das minhas opiniÔes.

Contato: beatriz@blogdoclubinho.com


Coluna: Clube do Asagohan (cafĂ© da manhĂŁ em japonĂȘs) 🎐

Autor: Matheus Couto.

Tema: obras asiĂĄticas em geral.

FrequĂȘncia e dia: quinzenal, aos domingos.

Sobre: coluna de discussĂŁo, divulgação e recomendação sobre animes – da temporada ou nĂŁo -, de forma isolada ou em lista de acordo com temas prĂ©-definidos (animes para chorar, animes shounen com temĂĄtica amizade, animes parecidos com o anime tal), ou ainda outros tipos de obras, como, por exemplo, a sĂ©rie da Netflix Alice in Borderland, mangĂĄs, etc.

Contato:  matheus@blogdoclubinho.com

Quadro: O DiĂĄrio da Plebeia 👑

Autor: Rayssa Oliveira

Tema: MĂșsica, literatura, cinema e cultura no geral.

FrequĂȘncia e dia: Semanal, aos sĂĄbados.

Sobre: Um diĂĄrio que nĂŁo Ă© diĂĄrio de uma singela plebeia expondo a sua opiniĂŁo, amor e tambĂ©m um pouquinho de Ăłdio sobre obras que, de alguma maneira, impactaram a sua vida e a de muita gente. Em outras palavras, o jeito que uma filha Ășnica que tinha amigo imaginĂĄrio encontrou de poder falar Ă  vontade sem necessariamente estar sozinha.

Contato: rayssabmolivera00@gmail.com



Nenhum comentĂĄrio:

Postar um comentĂĄrio

Compartilha sua opiniĂŁo! ♥